Médico psiquiatra destaca importância do Setembro Amarelo durante a pandemia
Mês de prevenção ao suicídio enfatiza ações em prol da saúde mental


10/09/2020 07:45:44 Comunicação NOTÍCIAS

Neste ano, a humanidade foi surpreendida com uma pandemia sem precedentes. A proliferação desenfreada do Novo Coronavírus (COVID-19) alterou toda a dinâmica socioeconômica do planeta, trazendo consigo medos, frustrações e insegurança. E, neste contexto ainda permeado de incertezas, a saúde mental merece atenção redobrada durante o mês de setembro – que ganha a cor amarela em virtude do Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio (10/9).

Para o Dr. João Ricardo Garcia de Carvalho (CRM 147.706), médico psiquiatra do Hospital Universitário São Francisco na Providência de Deus, os problemas decorrentes da saúde mental representam a “quarta onda da pandemia”, em virtude dos intensos e traumáticos impactos psiqúicos decorrentes do estado de exceção sanitária.

“O maior desafio do médico psiquiatra tem sido lidar com a demanda crescente de doenças mentais. Estamos vivendo uma epidemia paralela”, salienta.

Para o especialista, no entanto, a pandemia também pode significar uma oportunidade para a sociedade se reinventar e voltar as atenções ao cuidado mental. “Em tempos de crise, é necessário aprender e praticar habilidades como empatia, paciência, resiliência e aceitação da vulnerabilidade do ser humano. A partir do momento em que aprimoramos nossa consciência individual e coletiva, estaremos valorizando o que realmente importa em nossas vidas”.

Em termos gerais, para evitar o adoecimento mental, Dr. João Ricardo destaca a importância da adoção de hábitos saudáveis por parte da população. “Fazer exercícios físicos, manter uma dieta alimentar regrada, aprender algo novo, meditar, relaxar e manter a conexão com amigos e familiares são fundamentais para o bem-estar geral. É uma rotina que deve ser seguida à risca quando tudo se normalizar”.

E, além de evitar a ingestão de substâncias tóxicas, o médico psiquiatra alerta para o perigo da “hiperinformação”: “Deve haver cuidado com a oferta de notícias consumidas, principalmente as ‘fake news’. Afinal, com a fluidez das mídias sociais, tudo é facilmente disseminado. O ideal é procurar fontes fidedignas e dosar o nível de novos conteúdos absorvidos diariamente”.

Novo fluxo de atendimentos do Hospital-Dia

Referência para 11 municípios da Região Bragantina, o Hospital-Dia de nossa instituição implementou uma nova dinâmica de atendimentos para oferecer a maior segurança possível aos pacientes psiquiátricos.

“Os atendimentos ambulatoriais foram mantidos, mas com horários espaçados, para evitar aglomeração. Por sua vez, as atividades em grupo foram paralisadas, respeitando os rígidos protocolos de segurança institucionais. Ademais, estamos sempre em contato telefônico para sanar dúvidas e esclarecer questionamentos dos familiares”.


Tags:  

Galeria