HUSF aprimora a primeira meta de segurança do paciente, através da implantação de pulseira de identificação
Todos são responsáveis pela segurança do paciente


26/07/2018 12:13:25 Comunicação NOTÍCIAS

No dia 11 de julho o HUSF aprimorou a primeira meta de segurança do paciente instituindo a pulseira de identificação para todos os pacientes internados e uniformizando a confirmação dos identificadores em todas as áreas de assistência.  

A Segurança do paciente é um tema da saúde que busca proteger os pacientes dos riscos comuns quando se frequenta um serviço de saúde, reduzindo e prevenindo falhas que podem ser evitadas.

O Programa Nacional de Segurança do Paciente (PNSP) foi instituído pelo Ministério da Saúde (MS), em 2013, através da Portaria do MS nº 529, de 1º de abril, com o objetivo de criar no Brasil um programa de contribuição para a qualificação do cuidado em saúde em todos os estabelecimentos de saúde. O pilar do PNSP, são as seis metas de Segurança do Paciente. Veja abaixo:


1 - Identificar corretamente o paciente;
2- Melhorar a comunicação entre profissionais de Saúde;
3- Melhorar a segurança na prescrição, no uso e na administração de medicamentos;
4 - Assegurar cirurgia em local de intervenção, procedimento e paciente corretos;
5 - Higienizar as mãos para evitar infecções;
6 - Reduzir o risco de quedas e úlceras por pressão. 

O paciente também pode contribuir. Basta seguir algumas dicas:

- Traga seus documentos quando vier ao Hospital;

- Confira sempre se as suas informações estão corretas na pulseira, etiqueta ou crachá de identificação;

- Quando receber medicamento, soro ou transfusão de sangue, certifique-se de que seus dados foram conferidos pelos profissionais do hospital;

- Não retire a identificação até a alta;

(fonte: https://www.youtube.com/watch?v=kQf6m_KOh2g

Projeto Paciente Seguro - Implantação do Programa Nacional de Segurança do Paciente)

 


Tags: