Otorrinolaringologista do HUSF é uma das autoras de livro sobre Paralisia Facial Periférica
Edição foi escrita por especialistas conceituados em diversas áreas da saúde


01/08/2018 15:53:40 Comunicação NOTÍCIAS

A Editora Thieme Revinter acaba de lançar o livro “Tratado de Paralisia Facial – Fundamentos Teóricos – Aplicação prática”, organizado pela disciplina de Otorrinoralingologia do HCFMUSP. Entres os autores está a Dra. Sulene Pirana, Coordenadora do Serviço de Otorrinonalirgologia e Cirurgia Crânio-Maxilo-Facial do Hospital Universitário São Franscisco – HUSF, e também professora do curso de mecidina da Universidade São Francisco.

De acordo com a editora, na publicação “o leitor pode encontrar desde a embriologia, anatomia, fisiologia e fisiopatologia até o diagnóstico da paralisia facial, suas diferentes etiologias e seu tratamento e reabilitação”.

Dra. Sulene explica que a publicação é de extrema importância porque é a primeira vez que um livro sobre o tema é escrito no Brasil. “É um livro que fala exclusivamente sobre essa aficção, com autores renomados. São profissionais conceituados no cenário nacional”, afirma a médica.

A paralisia facial periférica pode acometer homens e mulheres de qualquer idade. Trata-se de uma inflamação do nervo facial que controla a contração da musculatura do rosto. Essa inflamação causa a paralisia facial (perda súbita, parcial ou total dos movimentos de um lado do rosto), como o desvio da boca para um lado, paralisia da pápebra superior, dificuldade para piscar, salivação excessiva, entre outros.

O tratamento abrange fisioterapia, exercícios de fonoaudiologia e medicamentos. Quanto mais cedo for diagnosticado, mais rápido é a reversão do quadro. “A maioria dos casos é tratável e reversível, por isso uma avaliação adequada é muito importante”, afirma Dra. Sulene.

Ela ainda explica que por acometer a face, o distúrbio também interfere na qualidade de vida do paciente: “Além da parte estética, altera esse meio de comunicação social, porque expressamos as emoções através do nosso rosto. Então o psicológico do paciente fica abalado”.

A médica ressalta que no HUSF a equipe de otorrino está preparada para atender esses casos de paralisia facial periférica.

Sulene Pirana também é Doutora em Medicina pela Universidade de São Paulo, médica do ambulatório de Foniatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP) e professora da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL).

Outros profissionais que participaram da edição do livro foram: Ricardo Ferreira Bento; Raquel Salomone; Anna Carolina de Oliveira Fonseca; José Carlos, Marques de Faria; Roberto Sergio Martins; Maria Vaélia Schimid Goffi-Gomes.


Tags:  

Galeria