Ginástica laboral previne lesões e reduz a fadiga
Colaboradores do HUSF realizam a ginástica duas vezes por semana


05/09/2017 13:45:45 Comunicação NOTÍCIAS

Segundo dados do Ministério do Trabalho, em 2016, o número de trabalhadores afastados por dores nas costas chegou a 116.371. Dorsalgia  - como é chamda a dor nas costas - é a pricipal causa dos afastamentos. Esse número poderia ser menor através do incentivo à atividade física e também com a ajuda da ginástica laboral.

Pessoas que trabalham muito tempo sentadas, com posturas inadequadas, digitando ou que realizam movimentos repetitivos podem desenvolver Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (DORT) ou Lesões de Esforço Repetitivo, a famosa LER.

E é nesse ponto que a ginástica laboral deve agir. “Quinze minutos de ginástica, duaz vezes por semana, já proporciona um alívio nas tensões”, explica o fisioterapeuta Vinicius de Oliveira Oushiro, responsável pela ginástica laboral do HUSF.

“As doenças ocupacionais podem acometer qualquer trabalhador, seja aquele que realiza grande esforço físico, quanto o trabalhador administrativo. Dessa forma, é de grande importância a atuação da fisioterapia no papel da prevenção e educação do colaborador em seu ambiente laboral através da análise ergonômica, ginástica laboral e educação em saúde”, completa o fisioterapeuta.

Ele conta que os alongamentos diminuem o estresse e a ansiedade no ambiente de trabalho. “Esses minutos de quebra na rotina, além de prevenir as lesões também distraem o colaborador que, ao fim da ginástica, volta para a sua atividade mais tranquilo e focado”.

A cada semana Vinicius prepara uma sequência de exercícios diferentes de ginástica laboral baseando-se na especificidade de cada setor. O intuito é promover a melhora do retorno venoso sanguíneo periférico, aliviar tensões musculares, aumentar a concentração e o foco, melhorar o alongamento muscular e a mobilidade das articulações.

Jéssica Roberta de Moraes, 25 anos, trabalha no setor de estatística/custos do hospital e passa a maior parte do dia sentada em frente ao computador. Portanto, manter a postura correta é fundamental.

“Gosto da ginástica laboral porque é um momento de descontração. A cada aula aprendemos um novo alongamento que eu posso realizar em outros momentos do meu dia. Com isso, minha consciência corporal aumentou”, comenta a colaboradora.

Vale lembrar que a ginástica laboral deve ser ministrada somente por profissionais capacitados, como um fisioterapeuta.

 


Tags:  

Galeria